Familiares mantém esperança em busca de Andressa, mas citam “descaso” nas investigações
No último dia 1º de junho, a família de Andressa ficou sem comemorar o aniversário da garota
(Foto: Divulgação)

A garota Andressa de Jesus da Silva continua desaparecida desde o dia 27 de novembro de 2017, quando foi vista pela última vez na rua Caverá, às 18h, no Jd. Umarizal, no bairro do Campo Limpo, Zona Sul de São Paulo.

No último dia 1º de junho, a família de Andressa ficou sem comemorar o aniversário da garota, data em que completa 11 anos de idade. “Era pra ser um feliz aniversário, mas nem sabemos onde você está. Estou destruída por dentro, só quero minha filha de volta. Estou tentando ser o mais forte que eu posso, tem sido difícil mas eu sei que vai passar e você (Andressa) vai voltar logo. A dor só aumenta”, desabafou a mãe da menina, dona Nelma Lima.

Os familiares acreditam que houve um arquivamento do caso pelo DHPP (Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa) e citam “descaso” nas investigações. Já são seis meses. A gente acorda e pensa que foi um pesadelo, mas isso continua dia após dia. É muito sofrimento. Infelizmente, o DHPP parece que arquivou o caso, porque ninguém faz nada. E todo mundo merece saber, quando a gente precisa de ajuda desses órgãos, é um descaso tão grande”, falou uma parente de Andressa.

Todos os sensibilizados pelo sumiço da menina lamentam a falta de notícias por parte das autoridades. Até o momento, não houve nenhuma novidade sobre o caso.

“Vocês que perguntam o que a polícia diz? Não diz nada. Provavelmente não estão fazendo nada. Mesmo com tudo que levamos até eles, não estão fazendo nada. Me diz, a polícia é o único meio que temos quando acontece esse tipo de coisa, como vamos acreditar em segurança se eles não têm competência? Talvez seja por isso que tem tantas pessoas desaparecidas nesse país. É uma vergonha. É revoltante!”.

Veja também  Primeira fase da Copa Casa Branca chega ao fim e adversários se enfrentam nas quartas de final

Outro lado

Em contato com o DHPP, os policiais desmentiram o “abandono” no caso e informaram que as investigações continuam.

É importante continuar com as divulgações sobre o desaparecimento de Andressa. A Família pede encarecidamente para que as pessoas sensibilizadas possam compartilhar imagens e informações da garota.

Crédito: Rodrigo Lopes
Um homem que já tinha passagens na Justiça por crimes de abusos sexuais foi preso
Preso no CDP (Centro de Detenção Provisória) de Pinheiros, na zona oeste de São Paulo,
A presença do evangelizador e motivador Fábio Teruel no exato local onde Andressa de Jesus