Skaf declara apoio a Márcio França no 2º turno em SP
Candidato derrotado pelo MDB justificou que compromisso pela educação é a razão de união.
(Foto: Divulgação)

O terceiro colocado no primeiro turno das eleições em São Paulo, Paulo Skaf (MDB), declarou seu apoio ao candidato à reeleição, Márcio França (PSB), no segundo turno, durante visita ao Sesi de Suzano nesta quarta-feira (10).

“Eu tenho uma preocupação com a educação. O Márcio França tem esse compromisso comigo de levar educação de qualidade para as escolas públicas de São Paulo. São Paulo não pode esperar mais 4 anos para melhorar o ensino. E essa razão é o grande motivo de estarmos juntos. O projeto comum pela educação, o projeto comum de tocar as obras e gerar emprego que São Paulo tanto precisa. Melhorar a saúde, o respeito as pessoas. E para isso precisa de governador com personalidade e caráter, que fale a verdade. Aí você confia.”

Márcio França afirmou que o objetivo é melhorar as escolas estaduais e afirmou que se inspira no modelo do Sesi. “O grande desafio da gente é conseguir fazer isso para todo mundo, né, fazer esse padrão que possa ser para todo mundo”.

Com relação as críticas que fez sobre a cobrança de taxa do Sesi, durante o primeiro turno, França lembrou que a escola pública gratuita é direito constitucional. “Ele sabia que a escola pública não pode ser cobrada, evidentemente, não é? Mas nós vamos daqui para frente juntar os nossos esforços, a experiência que ele tem, que não e pequena, é de muitos anos, com uma rede pública que é enorme, mais de 3,5 milhões de alunos no estado. Claro que com muito mais dificuldade, porque a gente tem que estar em todos os lugares, enfim, e em especial porque nós temos muitas escolas com qualidade. Mas esse padrão, de prédios físicos, de estrutura tecnologica, por exemplo, que tem no Sesi, ele pode fazer convênios com a gente e ceder um pouco desse conhecimento que ele acumulou, que o Sesi acumulou. As taxas no Estado não existem e nem podem existir porque é direito constitucional das pessoas de ter escola pública gratuita.”

Veja também  Eleições 2018: como consultar o local de votação

Sobre o apoio de Skaf, França afirmou que foi uma questão de lealdade. “Quando a primeira vez ele entrou na vida pública, do ponto de vista eleitoral, foi a um convite meu. A gente tem essa relação de amizade, que tem a ver com sinceridade. Sinceridade com as pessoas, lealdade, enfim, afinidade que não se perde com o tempo”, disse o candidato.

Crédito: G1
O Presidente da Câmara Municipal de Embu das Artes, vereador Hugo Prado (PSB), encaminhou um
O secretário de Planejamento, Olívio Nóbrega pediu exoneração da Prefeitura de Taboão da Serra na
O prefeito Fernando Fernandes (PSDB) brigou com alguns vereadores da base do governo na manhã