Embu-Guaçu pretende fortalecer seus atrativos e virar referência turística em SP
Secretária Silva Carvalho anuncia recursos para implantação de trem turístico que ligará Embu-Guaçu à cidades vizinhas
(Foto: DECOM)

A Diretoria de Turismo, pasta anexada a Secretaria do Meio Ambiente de Embu-Guaçu, anunciou novos projetos que visam fortalecer os atrativos turísticos do município em 2018. Contemplado por abrigar grande parte da mata atlântica, Embu-Guaçu é conhecida por ser uma cidade rica em belezas naturais. O município já está inserido no Mapa de Turismo Brasileiro.

Em entrevista ao DECOM-Departamento de Comunicação, a Diretora de Turismo, Silvia Carvalho, afirmou que a realização 1ª Conferência de Turismo de Embu Guaçu foi importante para apresentar os projetos, já que contou com a participação do Secretário de Estado do Turismo, Sr. Laércio Benko.

“Nossa intenção com este evento foi o de dar aos munícipes um panorama da necessidade do turismo desenvolvido com sustentabilidade, a importância de se manter uma cidade planejadamente urbanizada, a importância do empreendedorismo para desenvolver o turismo, e o porquê da importância de alcançarmos o título de Município de Interesse Turístico – MIT, que gerará recursos financeiros para infraestrutura turística, além de marcar um vínculo junto ao governo do estado, trazendo para nosso município o próprio Secretário de Estado do Turismo, que não conhecia Embu Guaçu”, destacou.

De acordo com Silvia Carvalho, um dos projetos mais discutidos em grupo juntamente com os oito municípios que compõem o Conisud, inseridos também no Conselho Consultivo (CONSULTI) da Sub região Sudoeste da Região Metropolitana de São Paulo(RMSP), é o trêm turístico. “Neste grupo, sob a coordenação de Embu-Guaçu, Cotia e Itapecerica da Serra, estamos fazendo estudos de viabilidade para trazermos de volta o “Trêm Turístico”, que muito acelerará o desenvolvimento econômico esperado com o turismo”.

Entre outros projetos, a diretora de Turismo declarou que fará estudos para fazer a instalação de uma ciclovia no Distrito do Cipó e a revitalização do Terminal Rodoviário e do Centro Cultural. “Outro projeto esperado, o Linha Verde/Azul, que proporcionará aos munícipes e visitantes, um alegre passeio de Bonde pelos lugares mais pitorescos de Embu-Guaçu e Cipó; o projeto de reforma, revitalização e transformação da base da GCM do Itararé em um Centro de Informações Turísticas; projetos para refazer os portais nos acessos à cidade de forma segura e para desejar as boas-vindas aos turistas e um volte sempre, que faz parte de um bom receptivo; a preparação de guias e monitores é outro projeto essencial em pauta”.

Veja também  Prefeitura de SP diz que 40% dos ônibus não vão rodar e suspende rodízio nesta quinta
Crédito: Rodrigo Lopes
O Ministério do Turismo divulgou na última semana, dia 14, a atualização do Mapa do
O município de Cotia agora faz parte do Mapa do Turismo Brasileiro. Até 2016, apenas
Assim como Embu das Artes, Taboão da Serra, Itapecerica da Serra, Embu-Guaçu e outras cidades