Eleições 2018: eleitor pode justificar ausência pela internet
Prazo para justificativa referente ao primeiro turno das eleições se encerra em 6 de dezembro
(Foto: Divulgação)

O eleitor que não votou e não justificou sua ausência ao primeiro turno das Eleições 2018 só tem mais uma semana para apresentar a sua justificativa à Justiça Eleitoral. O prazo termina na próxima quinta (6).

O modo mais fácil é por meio do Sistema Justifica, ferramenta que permite o preenchimento do Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE) pela internet após a eleição. Para isso, o cidadão deve informar no sistema os dados pessoais (exatamente como registrados no cadastro eleitoral), declarar o motivo da ausência às urnas e anexar documentação comprobatória digitalizada. Encaminhada a justificativa via sistema, o eleitor receberá um número de protocolo para consulta e informações no e-mail cadastrado.

Quem deve justificar
Devem justificar todos os cidadãos para quem voto é obrigatório e que não compareceram às urnas.
O eleitor pode realizar a justificativa quantas vezes forem necessárias. Aquele que deixou de votar no primeiro e no segundo turno da eleição terá de justificar a ausência quanto a cada um deles de forma separada.

Cartórios
Outra opção para o eleitor é dirigir-se diretamente ao cartório, apresentando documento de identificação oficial e documentação que comprove a impossibilidade de comparecimento ao pleito.

Segundo turno
No caso da ausência ao segundo turno, o prazo para justificativa vai até 27 de dezembro. O procedimento é o mesmo.

No exterior
O eleitor que se encontrava no exterior na data das eleições tem um prazo diferente para justificar sua ausência: de 30 dias, contados a partir da data de retorno ao Brasil. Ele poderá enviar o Requerimento de Justificativa Eleitoral ao juiz da zona eleitoral em que for inscrito ou acessar o Sistema Justifica na internet.

Saiba mais informações sobre a justificativa eleitoral e as consequências para quem não justificar.

Veja também  Após 32 anos de aliança política com Analice Fernandes e Fernando, Olívio Nóbrega pede exoneração e declara apoio a Hugo Prado
Crédito: Assessoria de Imprensa
O terceiro colocado no primeiro turno das eleições em São Paulo, Paulo Skaf (MDB), declarou
Os candidatos a presidente da República Jair Bolsonaro, da Coligação Brasil Acima de Tudo, Deus
O secretário de Planejamento, Olívio Nóbrega pediu exoneração da Prefeitura de Taboão da Serra na