Vivências Fotográficas em Cotia: Oficinas gratuitas propõem uma nova forma de fotografar
Projeto cultural chega à cidade no dia 06, aliando dinâmicas corporais aos conceitos básicos de fotografia

(Foto: Camilla Loreta)

Capaz de imortalizar um momento, a fotografia representa parte de uma história e através de uma única imagem pode-se revelar sentimentos, estejam eles expostos ou não. Composta pela subjetividade de quem a registra, a fotografia torna-se um retrato visual, mas também de autoconhecimento.

Sendo assim, mais do que buscar o equilíbrio entre ângulos, cores, luz e foco, o projeto cultural Vivências Fotográficas propõe uma experiência de conexão entre corpo, mente e câmera para a imagem se revele, narrando-se por si só. “A proposta do projeto é estimular a percepção artística de cada aluno para que a foto seja construída a partir dos aspectos que a cercam: ambiente, câmera e personagens. Para isso, utilizamos dinâmicas corporais, que têm o objetivo de aflorar a sensibilidade, associadas às técnicas básicas da fotografia”, explica a fotógrafa Camilla Loreta, responsável por ministrar as aulas conjuntamente com sua assistente, Izabel Martinelli.

Embora estejam alicerçadas em um conteúdo programático pré-estabelecido, as oficinas são construídas ao longo dos encontros, com base na vivência de cada participante, com o intuito de ativar o contato de cada ser com a linguagem fotográfica de maneira íntima para que, ao final das atividades, os objetivos de promover a transformação artística e do modo de observar o mundo, além do fortalecimento pessoal frente à fotografia, sejam alcançados. “É uma oportunidade de deixar um pouco de lado essa coisa mecânica de apertar um botão, apenas. Até de forma inconsciente, a intenção, quando se faz uma foto, é sempre provocar algo em alguém, então tem que ser mais do que isso. Podemos dizer que o curso abre uma nova janela para enxergarmos a fotografia”, conclui Loreta.

Depois de passar por Santa Cruz do Rio Pardo, agora é a vez de Cotia receber as oficinas gratuitas, a partir do dia 06. Serão oferecidas 21 horas distribuídas em seis encontros para jovens da cidade (com idades entre 12 e 16 anos), no Centro Cultural Caucaia do Alto – que fica na Rua José Lopes Neto, 320, em Caucaia do Alto. As inscrições vão de 25 de julho a 04 de agosto, das 09h às 16h, no próprio local; as aulas acontecem de 06 a 11 de agosto, das 13h às 17h durante a semana e das 08h às 13h no sábado. O material didático, que também é gratuito, será entregue ao longo das oficinas.

Veja também  Primeiro lote de ingressos promocionais para o Embu Summer Fest deve acabar até sábado

Idealizado pela Numen Produtora com incentivo do ProacSP, “Vivências Fotográficas” é realizado pelo Governo do Estado de São Paulo e, em Cotia, conta com patrocínio da MC-Bauchemie – grupo multinacional alemão privado com mais de 50 anos de atuação e uma das maiores e mais conceituadas empresas de químicos para construção.

Sobre Camilla Loreta

Formada em Artes Visuais: História Crítica e Curadoria pela PUC-SP e técnica em direção cinematográfica pela Academia Internacional de Cinema. Dirigiu os curtas-metragens Clara (2011) e O Silêncio das Pedras (2013) – esse último com elenco infanto-juvenil. Realizou trabalhos em parceria com grupos de teatro e performances como fotógrafa responsável pelo registro e retrato dos artistas. Participou de diversas residências artísticas no Paraná, e também no exterior, como Polônia e Nova Iorque. Atualmente gerencia a Editora Caixa e possui trabalho autoral e profissional na área da fotografia. Entre as atuações mais recentes, ministrou oficinas de artes visuais para crianças e adolescentes em 2017, na Oficina Cultural Oswald de Andrade

Sobre Izabel Martinelli

Formada em Dança (Licenciatura e Bacharelado) pela Universidade Anhembi Morumbi (2014-2017), atua como bailarina intérprete-criadora no …Avoa! Núcleo Artístico, dirigido por Luciana Bortoletto, e estuda Dança Contemporânea na Escola de Dança do Theatro Municipal. Trabalhou como produtora no Núcleo de Dança Pélagos (2014), dirigido por Rubens Oliveira, e de 2012 a 2015 como dançarina no grupo Chega de Saudade, dirigido por Rubens Oliveira e Sergio Ignacio. Como arte-educadora trabalhou com crianças e adolescentes no Ponto de Cultura Quem Lê Sabe, Quem Sabe Brinca, na Associação do Abrigo N. S. Rainha da Paz, ministrando aulas de dança e oficinas de leitura (2015-2017). Estagiou como assistente de dança na EMIA – Escola Municipal de Iniciação Artística e atualmente ministra aulas de dança contemporânea para adultos no espaço do Condomínio Cultural, em São Paulo

Veja também  Judoca cotiano garante vaga na final do Paulista Aspirante

SERVIÇO

Vivências Fotográficas em Cotia
Inscrições: de 25 de julho a 04 de agosto, das 09h às 16h
Informações no Centro Cultural Caucaia do Alto – Telefone: (11) 4614-0061
Endereço: Rua José Lopes Neto, 320, Caucaia do Alto – Cotia/SP
Oficinas: de 06 a 11 de agosto (seg, ter, qua e sex – 13h às 17h; sáb – 08h às 13h)
Local das Oficinas: Centro Cultural Caucaia do Alto – Rua José Lopes Neto, 320, Caucaia do Alto

Vagas limitadas a 20 participantes

Crédito: Patricia Nascimento / Assessoria de Imprensa
Estão abertas as inscrições para a oficina gratuita de fotografia ‘Vivências Fotográficas Corpo e Luz’,
Uma série de oficinas ambientais, realizadas pelo parque Espaço Hot Kids, no distrito de Caucaia
No dia 14 de julho, às 15h, a Sociedade Ecológica Amigos de Embu – SEAE