Vivências Fotográficas em Cotia: Oficinas gratuitas propõem uma nova forma de fotografar
Projeto cultural chega à cidade no dia 06, aliando dinâmicas corporais aos conceitos básicos de fotografia

(Foto: Camilla Loreta)

Capaz de imortalizar um momento, a fotografia representa parte de uma história e através de uma única imagem pode-se revelar sentimentos, estejam eles expostos ou não. Composta pela subjetividade de quem a registra, a fotografia torna-se um retrato visual, mas também de autoconhecimento.

Sendo assim, mais do que buscar o equilíbrio entre ângulos, cores, luz e foco, o projeto cultural Vivências Fotográficas propõe uma experiência de conexão entre corpo, mente e câmera para a imagem se revele, narrando-se por si só. “A proposta do projeto é estimular a percepção artística de cada aluno para que a foto seja construída a partir dos aspectos que a cercam: ambiente, câmera e personagens. Para isso, utilizamos dinâmicas corporais, que têm o objetivo de aflorar a sensibilidade, associadas às técnicas básicas da fotografia”, explica a fotógrafa Camilla Loreta, responsável por ministrar as aulas conjuntamente com sua assistente, Izabel Martinelli.

Embora estejam alicerçadas em um conteúdo programático pré-estabelecido, as oficinas são construídas ao longo dos encontros, com base na vivência de cada participante, com o intuito de ativar o contato de cada ser com a linguagem fotográfica de maneira íntima para que, ao final das atividades, os objetivos de promover a transformação artística e do modo de observar o mundo, além do fortalecimento pessoal frente à fotografia, sejam alcançados. “É uma oportunidade de deixar um pouco de lado essa coisa mecânica de apertar um botão, apenas. Até de forma inconsciente, a intenção, quando se faz uma foto, é sempre provocar algo em alguém, então tem que ser mais do que isso. Podemos dizer que o curso abre uma nova janela para enxergarmos a fotografia”, conclui Loreta.

Depois de passar por Santa Cruz do Rio Pardo, agora é a vez de Cotia receber as oficinas gratuitas, a partir do dia 06. Serão oferecidas 21 horas distribuídas em seis encontros para jovens da cidade (com idades entre 12 e 16 anos), no Centro Cultural Caucaia do Alto – que fica na Rua José Lopes Neto, 320, em Caucaia do Alto. As inscrições vão de 25 de julho a 04 de agosto, das 09h às 16h, no próprio local; as aulas acontecem de 06 a 11 de agosto, das 13h às 17h durante a semana e das 08h às 13h no sábado. O material didático, que também é gratuito, será entregue ao longo das oficinas.

Veja também  Anvisa proíbe venda de lote de marca de leite condensado

Idealizado pela Numen Produtora com incentivo do ProacSP, “Vivências Fotográficas” é realizado pelo Governo do Estado de São Paulo e, em Cotia, conta com patrocínio da MC-Bauchemie – grupo multinacional alemão privado com mais de 50 anos de atuação e uma das maiores e mais conceituadas empresas de químicos para construção.

Sobre Camilla Loreta

Formada em Artes Visuais: História Crítica e Curadoria pela PUC-SP e técnica em direção cinematográfica pela Academia Internacional de Cinema. Dirigiu os curtas-metragens Clara (2011) e O Silêncio das Pedras (2013) – esse último com elenco infanto-juvenil. Realizou trabalhos em parceria com grupos de teatro e performances como fotógrafa responsável pelo registro e retrato dos artistas. Participou de diversas residências artísticas no Paraná, e também no exterior, como Polônia e Nova Iorque. Atualmente gerencia a Editora Caixa e possui trabalho autoral e profissional na área da fotografia. Entre as atuações mais recentes, ministrou oficinas de artes visuais para crianças e adolescentes em 2017, na Oficina Cultural Oswald de Andrade

Sobre Izabel Martinelli

Formada em Dança (Licenciatura e Bacharelado) pela Universidade Anhembi Morumbi (2014-2017), atua como bailarina intérprete-criadora no …Avoa! Núcleo Artístico, dirigido por Luciana Bortoletto, e estuda Dança Contemporânea na Escola de Dança do Theatro Municipal. Trabalhou como produtora no Núcleo de Dança Pélagos (2014), dirigido por Rubens Oliveira, e de 2012 a 2015 como dançarina no grupo Chega de Saudade, dirigido por Rubens Oliveira e Sergio Ignacio. Como arte-educadora trabalhou com crianças e adolescentes no Ponto de Cultura Quem Lê Sabe, Quem Sabe Brinca, na Associação do Abrigo N. S. Rainha da Paz, ministrando aulas de dança e oficinas de leitura (2015-2017). Estagiou como assistente de dança na EMIA – Escola Municipal de Iniciação Artística e atualmente ministra aulas de dança contemporânea para adultos no espaço do Condomínio Cultural, em São Paulo

Veja também  BK lança balde de quase 1 litro de sorvete com Oreo e doce de leite

SERVIÇO

Vivências Fotográficas em Cotia
Inscrições: de 25 de julho a 04 de agosto, das 09h às 16h
Informações no Centro Cultural Caucaia do Alto – Telefone: (11) 4614-0061
Endereço: Rua José Lopes Neto, 320, Caucaia do Alto – Cotia/SP
Oficinas: de 06 a 11 de agosto (seg, ter, qua e sex – 13h às 17h; sáb – 08h às 13h)
Local das Oficinas: Centro Cultural Caucaia do Alto – Rua José Lopes Neto, 320, Caucaia do Alto

Vagas limitadas a 20 participantes

Crédito: Patricia Nascimento / Assessoria de Imprensa
Estão abertas as inscrições para a oficina gratuita de fotografia ‘Vivências Fotográficas Corpo e Luz’,
Uma série de oficinas ambientais, realizadas pelo parque Espaço Hot Kids, no distrito de Caucaia
No dia 14 de julho, às 15h, a Sociedade Ecológica Amigos de Embu – SEAE