Vereadores comentam a expulsão de Doda Pinheiro do PT de Embu das Artes
Vereador tem até o dia 16 de fevereiro para recorrer a decisão
(Foto: Rodrigo Lopes)

O vereador Doda Pinheiro usou a tribuna durante o grande expediente na 1ª sessão ordinária da Câmara de Embu das Artes, nesta quarta-feira, dia 7, para se defender das acusações feitas pelo Diretório Municipal do PT (Partido dos Trabalhadores), essas que resultaram na sua expulsão do partido, em nota oficial publicada no dia 1º de fevereiro. Seus pares comentaram a decisão e ainda convidaram Doda para se filiar em outros partidos.

Após a leitura feita pela vereadora Rosangela Santos da nota oficial do PT sobre a expulsão de Doda Pinheiro do partido, ainda no pequeno expediente, o vereador preferiu não replicar de imediato, deixando para se posicionar no grande expediente.

“Venho sofrendo perseguição política absurda nos últimos meses. Essa denúncia contra mim estava aberta há 120 dias. Fui notificado ontem (dia 6 de fevereiro), mas no dia 1º fui execrado nas redes sociais”, disse Doda Pinheiro, que tem até o dia 16 de fevereiro para recorrer da decisão. “Vou mostrar que o PT está errado”, afirmou.

Para a vereadora Rosangela Santos, o “PT busca por uma unidade em prol do fortalecimento dos mandatos”.

Segundo Doda Pinheiro, o PT está perdendo seus rumos na política. Ele ainda solicitou a gravação das declarações de Rosangela Santos na sessão. “To sendo expulso de maneira arbitrária e irresponsável. Não estou preocupado se o partido vai fazer isso ou aquilo, mas estou preocupado porque o Partido dos Trabalhadores tem perdido seus rumos. Tenho até dez dias para recorrer”, manifestou Doda.

Não faltaram convites de vereadores interessados em contar com Doda Pinheiro em seus partidos. O vereador Bobilel Castilho convidou Doda para se filiar ao seu partido, o PSC (Partido Social Cristão). Para Gilson Oliveira (PMDB), “Doda foi o melhor vereador do PT. Tenho certeza que não faltará convite de partidos interessados em te acolher. Para uma pessoa com mais de 20 anos de filiação não é justo. Doda fazia ’10’ e não fez ‘1’, e por isso já é expulso. Ele foi correto em defender a cobrança da Taxa do Lixo.”

Veja também  Saúde de Itapecerica da Serra vacina mais de 30 mil em Campanha contra a Febre Amarela

O vereador Júlio Campanha disse a Doda para “se sentir lisonjeado de sair de um partido medíocre e ditador”.

Ainda em seu discurso, Doda Pinheiro citou que a cidade de Embu das Artes “foi saqueada nos últimos anos” durante as gestões petistas. Em defesa da atual administração do prefeito Ney Santos, o vereador deixou o recado.” Para os politiqueiros de plantão, que mostrem mais obras e inaugurações na nossa cidade”, enfatizou.

Por sua vez, o vereador Edvânio Mendes (PT) se esquivou, não quis comentar a expulsão de Doda do seu partido, mas se mostrou a favor dos últimos mandatos do PT na cidade, comparando o “antes do PT e o depois do PT”.

“É importante temos o respeito para o bem da democracia. Fico preocupado com essa questão dos vereadores falaram em ‘politicagem’. Lavem a boca para falar do meu partido. ‘politiqueiro’ eu não sou, quem me colocou aqui foi a população”, disse o vereador.

Sobre a expulsão

O Partido dos Trabalhadores (PT) de Embu das Artes comunicou a expulsão do Vereador Doda Pinheiro de sua afiliação política. A decisão foi acatada em votação unânime pelo Diretório Municipal do partido, em reunião deliberativa realizada nessa quinta-feira, dia 1º de fevereiro. Segundo o parecer da Comissão de Ética, Doda Pinheiro foi expulso por “infidelidade partidária”.

O PT de Embu das Artes alegou que o processo se iniciou após denúncia feita por um filiado que questionou a posição serviçal do vereador em relação ao Governo Ney Santos. Na visão do partido, o ponto crucial para Doda Pinheiro foi pela posição favorável a cobrança da Taxa do Lixo e outros projetos Pró Ney, contrariando decisões internas do PT. “O vereador vinha se colocando como base do governo, que notoriamente está punindo a população com taxas abusivas e retirada dos direitos dos trabalhadores da educação”, informou a nota.

Veja também  Homem é preso pela GCM por tentativa de homicídio em Embu das Artes

O partido ainda enfatizou que “não vai acatar em momento algum que um membro, seja lá quem for, tenha atitudes contrárias a essa decisão”.

O vereador sempre foi nome forte dentro do partido, se elegendo em todas as eleições municipais em que concorreu para o legislativo municipal.

Dentre os líderes que compõem o Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de Embu das Artes, presidido por Gabino Silva, estão os vereadores Edvânio Mendes, Rosangela Santos e o ex-vereador João Leite.

Crédito: Rodrigo Lopes
O time de várzea Fut de Quinta realizará, com o apoio do vereador Dr. Eduardo
O debate foi quente durante a 13º sessão ordinária da Câmara Municipal de Embu das
Um motociclista sofreu acidente na Avenida Vereador Jorge de Souza, em frente ao Fórum da