Samu de Embu-Guaçu está há dez dias sem ambulância
Ministério da Saúde envia R$ 21 mil por mês para a manutenção das viaturas
(Foto: Divulgação)

A frota do Samu de Embu-Guaçu está enfrentando dificuldades com as duas únicas ambulâncias da cidade. A reportagem do “Bom Dia SP”, da TV Globo, que foi ao ar na manhã desta sexta-feira, dia 9, relatou os problemas sofridos no serviço prestados pelo Samu a população, onde há dez dias não conta com as viaturas de resgate.

O produtor Ronaldo Paschoalino esteve na base do Samu e conversou com um servidor, que confirmou as ausências das duas ambulâncias. Paschoalino seguiu para o pronto-socorro do município. Ele foi atendido por uma funcionária, que respondeu: “hoje nós temos duas (ambulâncias) aqui no pátio e uma está em São Paulo, que foi com um paciente para São Paulo. Tem três operando. Três trabalhando.” A prefeitura confirmou à TV Globo que uma das quatro ambulâncias estão em manutenção.

No pátio da prefeitura, existe uma ambulância abandonada. As (4) ambulâncias da prefeitura, chamadas de “ambulâncias brancas” são veículos que são utilizados para remoção e transporte de pacientes. Elas não têm equipamentos necessários para realizarem resgates, com as do Samu. Entretanto, as ambulâncias da prefeitura que vem sendo utilizadas, como aconteceu na terça-feira (6) no acidente entre um ônibus intermunicipal da Intervias Miracatiba com um caminhão betoneira, que deixou dois mortos e 32 feridos, na rodovia Bento Borges Domingues.

Por telefone, o produtor Rodrigo Paschoalino conversou com um dos socorristas do Samu de Embu-Guaçu, que participou do resgate das pessoas. Ele disse que as viaturas do município foram as últimas a chegar, antes disso, as equipes de Itapecerica da Serra e Embu das Artes já estavam no local.

Em nota enviada para a TV Globo, o Ministério da Saúde informou que disponibiliza R$ 21 mil e 900 por mês como recursos para a manutenção das ambulâncias. Segundo a diretora de Saúde de Embu-Guaçu, Maria Dalva Amim dos Santos, esse dinheiro não é suficiente. “E não é só para a manutenção, e sim para todo o custeio, despesas com equipamentos e funcionários. A gente gasta com o Samu mais de 150 mil reais por mês para as duas ambulâncias do Samu. Nossa frota tem sete anos e não conta com nenhuma manutenção corretiva. A gente conserta as ambulâncias totalmente detonadas hoje, e amanhã elas já quebram”, salientou.

Veja também  Clínica Labem em Embu Guaçu é assaltada

Ainda de acordo com a Maria Dalva, uma ambulância do SAMU sairia da oficina já nesta sexta-feira, dia 9. Já a outra viatura tem previsão de volta para semana que vem.

Crédito: Rodrigo Lopes
O governador Márcio França entregou, na tarde desta segunda-feira (2), 83 novas viaturas para a
Acompanhado da sua equipe de governo, de autoridades públicas de Embu das Artes e também
As novas viaturas da Romu de Embu das Artes já chegaram e de acordo com