Prefeitura de Embu das Artes não cumpre e ACSs não recebem 13º e benefícios 
30 de novembro de 2018
(Foto: )

Os agentes comunitários de saúde do município de Embu das Artes, mais uma vez sofrem com o descaso, além de terem recebido o salário parcelado em três vezes, os benefícios e também o 13º que deveriam ter sido pagos nesta sexta-feira, dia 30, não caiu na conta. Vale destacar que os benefícios do mês de outubro estão em atraso.

“Eles disseram que não vão pagar, parece que é o pessoal da prefeitura. Disseram que não tem dinheiro. Era pra ter caído o VR e o VA dia 30/10 e 30/11 até agora não caiu nada dos benefícios e nem do 13”, disse uma agente comunitária procurada pelo Jornal Primeiro Notícias.

Na reunião realizada na sede do CEJAM, ontem quinta-feira, dia 29, houve a promessa de pagamento do 13º, nesta sexta-feira, dia 30, o que não aconteceu. O CEJAM acusa a prefeitura de não repassar os valores, e essa por sua vez alega que a empresa não tem um fundo de caixa para suprir os atrasos.

É importante destacar que a categoria composta por 120 funcionários é uma das menores em questões financeiras, levando em consideração que o Governo Federal faz o repasse de R$1.200,00 para cada agente comunitário e cabe ao Governo Municipal complementar o restante do salário e também os benefícios, são eles: vale alimentação ou cesta básica, vale refeição e vale transporte.

O trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) contribui de forma significativa para a melhoria da saúde da população. O vínculo do agente comunitário com as famílias facilita as ações e também as informações para as famílias. Elas atuam nas unidades básicas de saúde do município e também no Centro de Zoonose.

O protesto está marcado para acontecer na segunda-feira, dia 03 às 14h, em frente a Prefeitura de Embu das Artes, e o Sindicato pede o apoio das demais categorias e também da população com o objetivo de lutar pela saúde do município de modo geral.

Veja também  Vereador Bobilel defende funcionários da Saúde e diz que secretária-adjunta deve respeita-los

O Jornal Primeiro Notícias entrou em contato com o CEJAM e também com a Prefeitura de Embu das Artes, ambos não foram localizados até o fechamento dessa matéria. Em contato com o sindicato, a equipe foi informada que há possibilidade de cair os benefícios até às 21h, no entanto é prudente destacar que já se encerrou o horário de expediente.

Crédito:
O projeto da Carreta da Saúde, Fila Zero no seu Bairro teve início neste final
Os pacientes da UBS Valo Velho enfrentam longas filas para marcar uma consulta médica em
Já dizia o poeta que "a dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional". Essa