Morador que atirou e matou porteiro se entrega à polícia em Cotia
Moisés Gomes dos Santos, de 43 anos, também disparou contra o apartamento da síndica e quebrou o vidro da varanda
Moisés Gomes dos Santos, de 43 anos, matou porteiro a tiros e também atirou contra o apartamento da síndica e quebrou o vidro da varanda (Foto: Divulgaçao)

Moisés Gomes dos Santos, 43 anos, morador de um condomínio de Cotia, na Grande São Paulo, que atirou e matou o porteiro Cícero Gabriel Nogueira, se entregou à polícia na tarde desta terça-feira (30). Ele cometeu o crime após uma discussão na tarde desta segunda-feira (29). O homem fugiu de carro após o crime.

Segundo a Polícia Civil, Santos se apresentou fora o período que permitiria a prisão dele em flagrante, mas ele vai permanecer preso, pois a Justiça havia decretado a prisão preventiva dele.

O G1 apurou que ele prestou depoimento e teria confessado o crime. Ele passou por exame de corpo de delito na noite desta terça-feira e deve permanecer em uma carceragem provisória em Cotia e está à disposição da Justiça.

Segundo testemunhas, Santos atirou contra o apartamento da síndica e quebrou o vidro da varanda. Logo depois, desceu até a portaria e deu quatro tiros na porta, que estava fechada.

Os disparos atingiram o porteiro Cícero Gabriel Nogueira, que morreu na hora. Em seguida, o atirador fugiu de carro.

De acordo com os moradores, que estão assustados, Moisés é “bastante encrenqueiro”, e já brigou diversas vezes no condomínio. O porteiro, inclusive, já havia registrado um boletim de ocorrência contra o homem por agressão verbal.

Veja também  Comemoração do aniversário de Regianne Gomes é neste domingo no Coupe Garage
Crédito: G1
O programa Time do Emprego, realizado pelo governo do Estado com o apoio da Prefeitura
Nesta terça-feira, dia 8, o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) vai leiloar
Está marcada para este final de semana a estreia do Campeonato Municipal de Futebol 2018