Mais um atraso: Servidores iniciam o ano sem dinheiro em Embu das Artes
O mesmo deve acontecer apenas no próximo dia útil, ou seja, no dia 02 de janeiro.
29 de dezembro de 2018
(Foto: Divulgação)

Os funcionários da Prefeitura de Embu das Artes enfrentam mais um mês de incerteza no pagamento do salário neste mês de dezembro, em razão do recesso do ano novo, o mesmo deveria acontecer na sexta-feira, dia 28, porém mais uma vez os funcionários do alto escalão sendo os cargos de livre nomeação ainda não receberam. O mesmo deve acontecer apenas no próximo dia útil, ou seja, no dia 02 de janeiro.

Vale lembrar que semanas anteriores, a Prefeitura divulgou que o 13º salário dos funcionários seria pago antecipadamente, no entanto atrasaram o pagamento mensal. O atraso começou a ser frequente e também aconteceu no mês de novembro.

O Jornal Primeiro Notícias obteve informações que a justificativa foi de pagamento escalonado, ou seja, uns foram pagos no dia 28 e os demais no dia 31, mas vale destacar que no dia 31 não haverá expediente na prefeitura nem tão pouco nos bancos, que só reabrem e retomarão os serviços na quarta-feira, dia 02.

Em consulta feita a um funcionário de banco, o mesmo informou a equipe de reportagem que é possível sim agendar o pagamento, mas caso a data não seja viável o próprio sistema programa para entregar o valor nas contas no próximo dia útil. Destacando que é importante que a empresa possa se programar com antecedência e assim realizar na data o pagamento dos seus funcionários quando a data de pagamento fica comprometida em razão de ponto facultativo ou feriado.

Cada secretário no governo Ney Santos recebe o valor de R$ 15 mil reais, os secretários adjuntos recebem mensalmente o valor de R$ 8 mil reais e os cargos de diretoria tem vencimentos entre R$ 7 e 6 mil reais. Não há informações de atrasos dos servidores em governos anteriores, e até mesmo no início dessa gestão.

Veja também  Festa de Santa Cruz esquenta o fim de semana
Crédito: Redação
Parte dos servidores públicos de Cotia estão em greve. Nesta sexta-feira (3) a paralisação entra
Após tentativas fracassadas de diálogo com o prefeito Rogério Franco, os servidores públicos de Cotia
Em meio às tensões e aos rumores de greve geral do quadro de servidores municipais,