“Levei uma facada nas costas”, falou o vice-prefeito Paulo Pereira
O rompimento político em Itapecerica da Serra
10 de fevereiro de 2019
(Foto: Divulgação)

O vice-prefeito, Paulo Pereira conhecido como Paulinho rompeu com o governo Jorge Costa, após demissão da sua esposa, Helena Rol e outros 16 livre-nomeados na quarta-feira, dia 6. Em coletiva de imprensa na manhã deste sábado, dia 9, Paulinho afirmou que levou uma “facada nas costas”, uma vez que a decisão é baseada em mentiras e sem diálogo.

“Não houve briga com o Jorge Costa, se quer discutimos, mas ele tomou as decisões sem ao menos me chamar para conversar. Eu trabalho de segunda a sexta então não teria porque ele não me procurar. Nosso [PSB] projeto sempre foi a “limpeza” da cidade, tirar da prefeitura os investigados, eles continuam lá. E Também a manutenção dos equipamentos públicos, que não acontece”, desabafou Paulo Pereira.

Ele evidenciou falhas na administração pública destacando a prática de nepotismo, uma vez que de acordo com o vice, o prefeito tem livre-nomeados da sua família. Questionado sobre os vereadores do PSB, Profº Marcelo e Zecas, Paulinho se limitou em dizer que a questão será discutida na Executiva e ainda não conversou os dois sobre o rompimento.

Ainda alertou que os próximos meses devem ser difíceis, diante da retirada de apoio do PSB, que deve lançar Paulo Pereira para prefeito no projeto 2020. “Hoje o PSB é oposição em Itapecerica da Serra e o projeto é do Paulinho, pré-candidato a prefeito. É isso”, falou um assessor após a coletiva de imprensa, realizada na sede do PSB do município.

Ainda falou sobre uma atitude curiosa, de acordo com Paulo Pereira, o prefeito Jorge Costa realizou uma reunião em novembro e ordenou que todos os livre-nomeados fizessem uma carta de exoneração alegando que seriam demitidos quem não estava trabalhando. Quase dois meses depois, ele utilizou essas cartas para exonerar os cargos de confiança do vice-prefeito. Ao que apurou a reportagem, alguns livre-nomeados receberam propostas para voltar ao governo, alguns por mensagem enviada pelo próprio prefeito e outras pelos assessores diretos ao seu pedido.

Veja também  Desaparecimento de Andressa completa uma semana

Outros livre-nomeados também ligados ao vice-prefeito pediram exoneração do governo, além dos 16 que foram demitidos. A decisão do prefeito Jorge Costa movimenta a política de Itapecerica da Serra e já antecipa as pretensões de reeleição para 2020, desenhando o cenário político da próxima eleição na cidade.

Sobre seu papel como vice-prefeito, com mágoa ele falou, “sobrou apenas atender a população e levar porrada na rua. As decisões nunca tiveram participação do vice mas a gente sempre espera que as promessas vão ser cumpridas e não foram. O prefeito Jorge Costa não anda na cidade”, disse.

Crédito: Adriana Monteiro
O corpo da mulher que estava desaparecida há 14 dias foi localizado em um cemitério
Com chuva de granizo, as cidades da região foram prejudicadas com trânsito, enchentes, falta de
Quase um mês após o término da décima edição do reality rural ‘A Fazenda’ e