Itapecerica da Serra ganha manifesto para a preservação ambiental
Documento foi escrito por moradores preocupados com as devastações ambientais da cidade e as consequências para a população
(Foto: Soraia Miranda)

Moradores do município de Itapecerica da Serra escreveram um manifesto a favor da preservação ambiental da cidade, cujo território está 100% em área de mananciais e tem bioma predominante de Mata Atlântica.

O grupo integra o movimento “Preservar Itapecerica”, que busca sensibilizar a população e os governantes para a importância da riqueza ecológica para o bem-estar social, cultural, educacional e econômico, tanto para a cidade, quanto para toda a Grande São Paulo.

O documento foi produzido, sobretudo, após preocupações dos moradores com o crescimento urbano acelerado e os planos de expansão da pedreira no bairro de Itaquaciara, e o modo como o processo tem sido conduzido, segundo Rodolfo Almeida, da Sociedade Ecológica Amigos de Embu, “sem consulta popular e com pouca divulgação”.

EVENTO

No próximo domingo (06), em desfile cívico de comemoração aos 141 anos de Itapecerica da Serra, o movimento Preservar Itapecerica convida a todos os moradores para se reunirem na Praça João Pessoa, às 09h, com roupas pretas e fita verde no braço. As cores são em protesto às devastações ambientais que ocorrem no município.

Leia o Manifesto, na íntegra:

MANIFESTO PRESERVAR ITAPECERICA

Nós do Preservar Itapecerica da Serra acreditamos que o homem e a mulher podem tirar da Terra tudo o que precisam para viver e ser feliz, sem que isso represente a extinção de outros animais, plantas e ecossistemas, sem que isso represente contaminar as águas, a terra, o fogo e o ar.

ÁGUA

Somos 100% preservação de mananciais e isso tem que ser respeitado.
Temos o privilégio de viver em Área de Preservação de Mananciais de grande importância hidrográfica, em meio à Mata Atlântica. Itapecerica da Serra é considerada área 100% preservação dos mananciais e isso tem que ser respeitado. Hoje existem tecnologias avançadas que nos ajudam a cuidar das águas, nosso bem maior. Que nos sirvamos dela, mas que a devolvamos limpa. Fazemos parte de sistemas hídricos, como o Guarapiranga, hoje ameaçado, dentro da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê. Somos fábrica das águas. Água limpa é direito do homem e da mulher. É base da justiça social, saúde, equidade, alimento e felicidade. A responsabilidade de nossa cidade frente aos mananciais é enorme, por nossas matas que preservam nossas nascentes, que nutrem nossos rios, lagos e lençóis freáticos. Sejamos guardiães das Águas.

Veja também  Vereador Doda Pinheiro analisa contratos da Prefeitura

TERRA
Nossa riqueza maior está acima das rochas, na mata.
Itapecerica da Serra faz parte da Reserva da Biosfera, título concedido pela Organização das Nações Unidas para e Educação – UNESCO. Isso significa que temos um legado natural que nos possibilita desenvolvimento econômico e humano em bases sociais, culturais e ecológicas sustentáveis. Nossa biodiversidade possibilita gerar empregos com alto valor humano agregado, como educação ambiental, turismo ecológico, pesquisa e monitoramento para a troca de informações relacionadas às questões locais, regionais e globais de conservação e desenvolvimento. Mas temos também uma particularidade: vivemos sobre um monólito gigantesco de granito, riqueza de interesse das grandes mineradoras, que tem deixado seu triste legado: um enorme e estéril lago sem vida. Sabemos que nossa riqueza maior está acima desta rocha, a Mata Atlântica, a mais rica em biodiversidade do planeta. Sejamos guardiães da Terra.

AR

Preservar a mata é cuidar do ar que respiramos, é proteger-nos contra epidemias.
Queremos a araucária, a paineira o cedro rosa, o manacá, a embaúba, o pau-ferro, o pau-brasil, o ipê-roxo. As matas geram oxigênio, trazem saúde e constituem uma barreira contra epidemias. No topo dessas grandes árvores vivem aves e mamíferos que se alimentam de folhas e frutos, que disseminam sementes, que geram mais árvores e mais ar puro. A floresta tem seus mecanismos de controle de pragas contra insetos causadores de doenças como a febre amarela e a dengue. Com a destruição da cobertura vegetal secam-se nascentes, assoreiam-se rios e lagos, levando à morte sapos, pererecas e peixes, predadores naturais dos mosquitos. O desequilíbrio ecológico é responsável pelos surtos dessas doenças. Se não cuidarmos das matas, outras epidemias virão. O desmatamento mata nossos bugios, assim como a muitos de nós. Queremos a mata e os seres que nelas habitam. Sejamos guardiães dos ares.

Veja também  Palestra gratuita em São Paulo aborda inovação para universalização dos serviços de água e esgoto para populações vulneráveis

FOGO
Queremos o fogo que aquece, o fogo da solidariedade.

O fogão à lenha, a fogueira, a lareira fazem parte da cultura de nossa cidade. Vivemos em clima frio de serra, decorrente da altitude, mas também da existência de nossas matas. Precisamos nos aquecer e a mata nos dá lenha suficiente, sem que tenhamos que cortar uma árvore sequer. O fogo que queima e destrói, o fogo do Bandeirante Paulista, não o queremos. Desejamos o fogo que nos une em volta da fogueira, que traz calor e aconchego, o fogo da solidariedade. Sejamos guardiães do fogo.

Crédito: Assessoria de Imprensa
Em homenagem ao dia nacional do meio ambiente, comemorado em 05 de junho, a cidade
A Prefeitura de Itapecerica da Serra, por meio da Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente,
As Secretarias de Planejamento e Meio Ambiente e Educação de Itapecerica da Serra, fortalecendo o