Impasse político arrasta votação do orçamento 2019 por mais de 15 dias na Câmara de Taboão
Até o momento já foram aprovadas 8 das 11 emendas propostas pelos 7 vereadores do BIH e também oposição
31 de dezembro de 2018
(Foto: Divulgação)

Após longos dias de trabalhos, a votação da peça que trata do orçamento do exercício de 2019 virou caso de polícia na noite deste domingo, dia 30, em Taboão da Serra. Já na Câmara Municipal, 7 vereadores passaram a noite aguardando a reabertura da sessão, que ocorreu apenas na manhã desta segunda-feira, dia 31 – último dia do ano, as vésperas do ano novo.

A 2º sessão extraordinária seguia já beirando as 21h, quando em divergência entre os vereadores intituladores pelo BIH, o vereador de oposição Moreira que pediam destaque no orçamento, e ao entender da presidente da Casa, Joice Silva não caberia naquele momento de discussão. Alegando falta de respeito e obstrução dos trabalhos decidiu suspender a sessão para as 10h da segunda-feira, dia 30.

No entanto, os vereadores reagiram e utilizando dos seus poderes como vice-presidente, o vereador André da Sorriso reabriu os trabalhos alegando que com 7 vereadores em plenário possuem quórum para abertura da sessão e também deliberação, ou seja, é a quantidade prevista em regimento interno para votação.

Com esse impasse, a presidente ordenou que os funcionários se retirassem do local, assim como automaticamente os serviços de internet e som fosse suspenso, e chegou a determinar que as luzes fossem apagadas. Um munícipe que é deficiente utilizava o banheiro no momento que uma funcionária desligou o quadro de luz, e ele acabou molhando sua roupa.

Enquanto os vereadores tentavam dar continuidade na sessão alegando que a presidente tinha tomado uma atitude ditadora e descumprindo a ordem judicial que determina término da votação orçamentária neste dia 31 de dezembro. A vereadora juntamente com os demais da base governista se dirigiu até o 2º DP de Taboão da Serra, registrando boletim de ocorrência relatando os ocorridos na durante a sessão.

Veja também  Deputados eleitos por Embu das Artes e Taboão da Serra se dividem contra e a favor de Temer

A sessão teve continuidade a partir das 10h desta segunda-feira, e até o momento já foram aprovadas 8 das 11 emendas propostas pelos 7 vereadores do BIH e também oposição. A expectativa é que todos as emendas possam ser votadas ainda nesta tarde, para posteriormente aconteça a discussão e votação da Lei Orçamentária Anual.

Vale destacar que o projeto é discutido há mais de 15 dias com longas sessões superiores a 16 horas, em uma delas a sessão se estendeu até às 4h20 da manhã, com influência da Justiça que expediu diversas decisões judiciais, como garantir aos vereadores o direito de apresentar as emendas mas destacando que o mesmo deveria ser votado até o dia 31. Também pelo regimento interno que garante o direito de cada vereador discuta o projeto por 60 minutos.

Sendo a única Câmara da região que ainda não terminou a votação da LOA, além da cobertura regional, o caso chamou atenção da TV Globo, que dedicou reportagem para o impasse na política taboanense – confira aqui.
Você pode acompanhar a sessão pelo Youtube neste link oficial da Câmara de Taboão da Serra – clique aqui.

Crédito: Adriana Monteiro
Em cumprimento da decisão judicial que determinou a aprovação da peça orçamentária para o exercício
Um homem foi resgatado após cair em um córrego na tarde de sábado, dia 05,
Em uma sessão histórica com uma longa votação que durou mais de 60 horas, os