Grande promessa do Karatê, embuense Jonas Amaral vai representar o Brasil no Parapan 2018
Jonas foi vice-campeão do Internacional Karatê Open Arnold Sports Festival South America
Jonas Amaral (à direita) ao lado do Sensei Osvaldo Scaccio (à esquerda) (Foto: Aline Cyrillo)

Superação, força, determinação e foco são palavras que resumem a carreira de Jonas Amaral de Freitas, de 25 anos, morador do Jardim Pinheirinho, em Embu das Artes. O carateca embuense se classificou para o Parapan-Americanos 2018, que será disputado em Santiago, no Chile. Jonas vai representar o Brasil na modalidade de Para-Karate, pela categoria Cadeirante e Amputado. O campeonato acontece entre os dias 11 e 17 de junho.

A sonhada vaga foi conquistada por Jonas em uma seletiva que aconteceu no último sábado, dia 21, no Ginásio do Ibirapuera, durante o 6Th Internacional Karatê Open Arnold Sports Festival South America, evento promovido pelo ex-governador da Califórnia e ator Arnold Schwarzenegger, juntamente de seu Sócio Jim Lorimer. O paratleta foi vice-campeão.

Jonas Amaral teve apenas três dias para treinar os movimentos do Kata em cima de uma cadeira de rodas emprestada por um amigo. “A seletiva foi algo complicado porque a gente ficou sabendo duas semanas antes e que a avaliação seria em cima de uma cadeira de rodas. Esse campeonato será o começo de tudo, é a ponta do iceberg para alcançarmos as Paralimpiadas de Tókio em 2020”, declara Jonas.

O carateca afirma que não esperava conquistar a vaga tão rapidamente, ainda mais na modalidade de cadeirante, já que sua especialidade é apresentar o conjunto de movimentos de ataque e defesa em pé, mesmo sem ter uma perna. “É um negócio meio louco, ainda vou ter que me acostumar na cadeira de rodas. Vou ter que me readaptar para fazer os trabalhos de fortalecimento muscular. Eu não vou poder mexer a perna na competição, serei amarrado, por isso vou forçar a região do tronco. Já peguei alguns movimentos na cadeira que não pode balançar muito”, explica.

Veja também  Hard Spinner é contraindicado para crianças com idade inferior a 6 anos, diz Inmetro

Jonas Amaral treina há seis anos com o Sensei Osvaldo Scaccio Junior, no Ginásio Municipal Hermínio Espósito, em Embu das Artes.

O Sensei Osvaldo é um dos maiores incentivadores de Jonas, além de ser o responsável por prepará-lo para as competições de Karatê, na modalidade Kata. “O que eu vejo de diferente no Jonas, não em relação dele ter só uma perna, mas enxergo ele com duas. Eu consigo passar pra ele igual o que passo aos outros. Obviamente tem algumas adaptações, mas ele absorve as coisas bem mais rápido”, destaca o instrutor.

Sensei Osvaldo enfatiza que Jonas deverá se readaptar ao uso de cadeira de rodas no tatame para brigar por uma medalha nos jogos Para-Pan. “Os ângulos da cadeira são diferentes para quem está de pé, por isso os movimentos são diferentes e devem ser readaptados. Quando conheci o Jonas, precisei me readaptar aos treinamentos por ele ter uma perna só, e agora tivemos essa surpresa da cadeira de rodas, mas vamos confiar”, disse.

Além do Para-Pan, Jonas Amaral tem viagem marcada para o dia 25 de julho, onde participará de um torneio internacional de Karatê no Japão. Para que Jonas continue trilhando sua carreira no Karatê, é necessário mais apoio e patrocínio.

Apoio

Sensei Osvaldo Scaccio e Jonas Amaral agradecem ao apoio e incetivo vindo da Secretaria de Esportes de Embu das Artes e demais autoridades.

“É importante agradecer a Secretaria de Esportes pelo apoio no nosso trabalho. Confiamos no trabalho do novo secretário Anderson Nóbrega, além dos nossos grandes parceiros, o presidente da Câmara Hugo Prado e o presidente da Associação Desportiva Embu das artes, Alex Macedo.”

Veja também  Procon de Itapecerica da Serra atende quase 200 pessoas na Ação de Natal

Como tudo começou

Sua paixão pelas artes marciais surgiu ainda na adolescência. Foi numa brincadeira de criança que a vida de Jonas Amaral mudou. Ele tinha 16 anos quando resolveu jogar pedras em direção a um caminhão que passava em seu bairro. Em resposta, um indivíduo armado disparou oito tiros que acertaram a região da cintura de Jonas, pegando sua mão direita e a perna esquerda, lugar que foi fatal já que atingiu uma artéria de ligamento, resultando na amputação da perna.

Após passar por vários procedimentos cirúrgicos, Jonas começou a deixar o esporte de lado até ingressar na modalidade de Tênis de Mesa antes de se apaixonar pelas artes marciais. Começou a acompanhar as aulas de Jiu-Jitsu quando o mestre fez o convite para os treinamentos. Ele fez amizades com os atletas de Taekwondo e mais tarde começou a praticar a modalidade. “Como eu faria pra lutar Taekwondo com uma perna só? Mesmo assim, fui convidado pelo professor para fazer a aula e me adaptar. Comecei a ter equilíbrio usando minha única perna para os golpes”, explica. Do Taekwondo surgiu a vontade de fazer Karatê com o Sensei Osvaldo.

Acompanhe a trajetória de Jonas Amaral
Facebook: Jonas Amaral
YouTube: Saci Atômico

Entrevista

Jonas Amaral gravou uma entrevista exclusiva ao Primeiro Notícias, onde conta com detalhes sobre a classificação para o Parapan, a perda de sua perna esquerda e seus objetivos para alcançar os Jogos Paralímpicos de Tókio em 2018. O vídeo vai ao ar em breve. Fique atento!

Crédito: Rodrigo Lopes
O carateca e morador de Embu das Artes, Jonas Amaral de Freitas, de 25 anos,
No sábado dia 29 de julho aconteceu no Ginásio de Esportes Hermínio Espósito, o 31º
A Escola Municipal de Karatê Interestilos (EMKITAP) da Prefeitura de Itapecerica da Serra conquistou 46