Facebook bane 68 páginas e 43 contas de grupo que divulgava spam político no Brasil
Grupo controlava páginas como ‘Folha Política’ e outras que, segundo Facebook, usavam conteúdo ‘sensacionalista político’ para direcionar tráfego para fora da rede.
(Foto: Divulgação)

O Facebook anunciou nesta segunda-feira (22) que baniu 68 páginas e 43 contas associadas ao grupo brasileiro Raposo Fernandes Associados (RFA) por “violação de políticas de autenticidade e de spam”.

Segundo o Facebook, as páginas em questão usavam “conteúdo sensacionalista político” a fim de construir audiência e direcionar usuários do Facebook para sites fora da rede, que disponibilizam anúncios.

O G1 apurou que uma das páginas excluídas pelo Facebook é “Apoio a Jair Bolsonaro”.

“Embora a atividade de spam esteja comumente associada à oferta fraudulenta de produtos ou serviços, temos visto spammers usando cada vez mais conteúdo sensacionalista político – em todos os espectros ideológicos – para construir uma audiência e direcionar tráfego para seus sites fora do Facebook, ganhando dinheiro cada vez que uma pessoa visita esses sites. E isso é exatamente o que as Páginas e as contas que removemos hoje estavam fazendo”, afirmou a rede social em nota.

A empresa afirmou ainda que esse grupo utilizava contas falsas e múltiplas contas com o mesmo nome para publicar grande quantidade de artigos chamativos, com esse objetivo de redirecionar os usuários da rede social para outros sites. Esses sites têm, segundo a nota da empresa, “grande quantidade de anúncios programáticos e pouco conteúdo, funcionando como ‘fazendas de anúncios’”.

“Remover comportamentos que violem os nossos Padrões da Comunidade é um trabalho contínuo, e estamos atuando arduamente para garantir a integridade da plataforma, com especial atenção em períodos eleitorais”, disse o Facebook.

O G1 tentou contato com a RFA, mas não conseguiu falar com representantes do grupo.

Veja também  Polícia apreende 60 fuzis no aeroporto do Galeão
Crédito: G1
O Facebook começou a enviar mensagens a usuários brasileiros informando sobre perfis da rede social
Por determinação do ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Carlos Horbach, o Facebook e o
A página oficial do jornal Primeiro Notícias no Facebook alcançou 27 mil curtidas nesta semana.