Em nova derrota fora de casa, Cats perde da Portuguesa Santista e é eliminado na A3
O time taboanense deixou escapar a classificação ao perder para a Portuguesa Santista
Atacante Caio é cercado por jogadores da Portuguesa Santista na derrota (3 a 1) que elimina o Taboão da Serra (Foto: Agência Briosa)

O Cats (Clube Atlético Taboão da Serra) sofreu nova derrota fora de casa e está eliminado no Campeonato Paulista da terceira divisão (A3). O time deixou escapar a classificação às quartas-de-final ao perder para a Portuguesa Santista por 3 a 1 nesta quarta-feira (21), no estádio Ulrico Mursa, em Santos, na penúltima rodada. Com 24 pontos e faltando só mais um jogo, a equipe não pode mais alcançar o oitavo e último que se classifica para o mata-mata, que já somou 28.

O Cats jogou as duas últimas partidas no campo do adversário e não conseguiu sequer um ponto, o empate. Os maus resultados longe dos próprios domínios foram fatais. Enquanto no estádio José Feres o time acumulou seis vitórias, dois empates e apenas uma derrota (20 pontos de 27 disputados ou 74% de aproveitamento), o desempenho fora de casa foi um fiasco – só uma vitória, na estreia, um empate e sete derrotas (pífios 4 pontos de 27 disputados ou 15%).

O presidente Anderson Nóbrega já demonstrava irritação com o Cats como visitante após a derrota por goleada para o Barretos (4 a 1), no início do mês. “[Estamos] Ainda no G8, dependendo só da gente. Mas precisa melhorar, precisa acordar, não vai chegar no mata-mata se continuar tendo esse nível muito baixo fora de casa. Até joga muito bem, faz bons jogos, mas não consegue a vitória, pontuar. Isso está atrapalhando, e muito”, disse ele ao VERBO. Não deu outra.

No “adeus” à classificação, o Cats sofreu o primeiro gol da Portuguesa Santista com apenas três minutos de jogo. Em cobrança de escanteio, Anderson Magrão desviou de cabeça para o meio da pequena área e encontrou Morales, que só escorou para o fundo da rede. Logo depois, aos 12, Diego Palhinha puxou contra-ataque na intermediária e na entrada da área rolou para Morales, que bateu firme. O goleiro Ricardo Berna tentou espalmar, mas jogou contra o próprio gol.

Veja também  Prefeitura de Taboão da Serra abre concurso com 158 vagas para todos os níveis de escolaridade

No segundo tempo, aos 25, Anderson Magrão tropeçou no zagueiro Vinícius na área. O árbitro viu pênalti. O próprio camisa 9 bateu bem no canto, mas Berna se redimiu e fez bela defesa. Aos 37, o Cats diminuiu. Em escanteio, Fernando subiu no “último andar” e testou: 2 a 1. Aos 44, Emerson pegou rebote e bateu no ângulo para selar o 3 a 1. Domingo (25), o Cats recebe o Noroeste em casa só para cumprir tabela. Na zona intermediária, não corre risco de rebaixamento.

FICHA TÉCNICA
Portuguesa Santista 3 x 1 Cats-Taboão da Serra

Portuguesa Santista – 1. Cleyton / 2. Rafael / 3. Francisco / 4. Gustavo / 5. Diogo / 6. Rômulo / 7. Rafael (13. Emerson) / 8. Renan Morales (15. Fabricio) / 9. Anderson Magrão / 10. Carlos Alberto (14. Kaue) / 11. Diego Palhinha – Téc.: Sérgio Guedes

Cats-Taboão da Serra – 1. Ricardo Berna / 2. Edson Cruz (14. Vinicius) / 3. Vinicius / 4. Souza / 5. Fernando / 6. Lucio / 7. Caio / 8. Marcelo / 9. Sandro (17. Douglas) / 10. Diego Souza / 11. Gabriel (18. Cecel) – Téc.: Axel

Gols – 8. Renan Morales (Portuguesa Santista) – 3 min 1º T / 8. Renan Morales (Portuguesa Santista) – 12 min 1º T / 5. Fernando (Cats-Taboão da Serra) – 37 min 2º T / 13. Emerson (Portuguesa Santista) – 44 min 2º T

*Colaborou Adilson Oliveira, especial para o VERBO ONLINE

Crédito: Alceu Lima - Verbo Online
As meninas do AD Embu das Artes enfrentam o time da Portuguesa, no Centro de
A partida entre Brasil e Bélgica pela Copa do Mundo, que começa às 15h desta
Pamela Mendonça de Oliveira, de 31 anos, está desaparecida há cinco dias. Após a partida