Em nova derrota fora de casa, Cats perde da Portuguesa Santista e é eliminado na A3
O time taboanense deixou escapar a classificação ao perder para a Portuguesa Santista
Atacante Caio é cercado por jogadores da Portuguesa Santista na derrota (3 a 1) que elimina o Taboão da Serra (Foto: Agência Briosa)

O Cats (Clube Atlético Taboão da Serra) sofreu nova derrota fora de casa e está eliminado no Campeonato Paulista da terceira divisão (A3). O time deixou escapar a classificação às quartas-de-final ao perder para a Portuguesa Santista por 3 a 1 nesta quarta-feira (21), no estádio Ulrico Mursa, em Santos, na penúltima rodada. Com 24 pontos e faltando só mais um jogo, a equipe não pode mais alcançar o oitavo e último que se classifica para o mata-mata, que já somou 28.

O Cats jogou as duas últimas partidas no campo do adversário e não conseguiu sequer um ponto, o empate. Os maus resultados longe dos próprios domínios foram fatais. Enquanto no estádio José Feres o time acumulou seis vitórias, dois empates e apenas uma derrota (20 pontos de 27 disputados ou 74% de aproveitamento), o desempenho fora de casa foi um fiasco – só uma vitória, na estreia, um empate e sete derrotas (pífios 4 pontos de 27 disputados ou 15%).

O presidente Anderson Nóbrega já demonstrava irritação com o Cats como visitante após a derrota por goleada para o Barretos (4 a 1), no início do mês. “[Estamos] Ainda no G8, dependendo só da gente. Mas precisa melhorar, precisa acordar, não vai chegar no mata-mata se continuar tendo esse nível muito baixo fora de casa. Até joga muito bem, faz bons jogos, mas não consegue a vitória, pontuar. Isso está atrapalhando, e muito”, disse ele ao VERBO. Não deu outra.

No “adeus” à classificação, o Cats sofreu o primeiro gol da Portuguesa Santista com apenas três minutos de jogo. Em cobrança de escanteio, Anderson Magrão desviou de cabeça para o meio da pequena área e encontrou Morales, que só escorou para o fundo da rede. Logo depois, aos 12, Diego Palhinha puxou contra-ataque na intermediária e na entrada da área rolou para Morales, que bateu firme. O goleiro Ricardo Berna tentou espalmar, mas jogou contra o próprio gol.

Veja também  Taboão da Serra leva a melhor nos pênaltis e se sagra tricampeão no futsal feminino

No segundo tempo, aos 25, Anderson Magrão tropeçou no zagueiro Vinícius na área. O árbitro viu pênalti. O próprio camisa 9 bateu bem no canto, mas Berna se redimiu e fez bela defesa. Aos 37, o Cats diminuiu. Em escanteio, Fernando subiu no “último andar” e testou: 2 a 1. Aos 44, Emerson pegou rebote e bateu no ângulo para selar o 3 a 1. Domingo (25), o Cats recebe o Noroeste em casa só para cumprir tabela. Na zona intermediária, não corre risco de rebaixamento.

FICHA TÉCNICA
Portuguesa Santista 3 x 1 Cats-Taboão da Serra

Portuguesa Santista – 1. Cleyton / 2. Rafael / 3. Francisco / 4. Gustavo / 5. Diogo / 6. Rômulo / 7. Rafael (13. Emerson) / 8. Renan Morales (15. Fabricio) / 9. Anderson Magrão / 10. Carlos Alberto (14. Kaue) / 11. Diego Palhinha – Téc.: Sérgio Guedes

Cats-Taboão da Serra – 1. Ricardo Berna / 2. Edson Cruz (14. Vinicius) / 3. Vinicius / 4. Souza / 5. Fernando / 6. Lucio / 7. Caio / 8. Marcelo / 9. Sandro (17. Douglas) / 10. Diego Souza / 11. Gabriel (18. Cecel) – Téc.: Axel

Gols – 8. Renan Morales (Portuguesa Santista) – 3 min 1º T / 8. Renan Morales (Portuguesa Santista) – 12 min 1º T / 5. Fernando (Cats-Taboão da Serra) – 37 min 2º T / 13. Emerson (Portuguesa Santista) – 44 min 2º T

*Colaborou Adilson Oliveira, especial para o VERBO ONLINE

Crédito: Alceu Lima - Verbo Online
As meninas do AD Embu das Artes enfrentam o time da Portuguesa, no Centro de
A partida entre Brasil e Bélgica pela Copa do Mundo, que começa às 15h desta
Pamela Mendonça de Oliveira, de 31 anos, está desaparecida há cinco dias. Após a partida