Começa a Campanha de Vacinação contra Gripe H1N1 e H3N2 nas cidades da região
Nesta primeira fase, serão vacinados os profissionais da saúde, indígenas e pessoas com 60 anos de idade ou mais
(Foto: Divulgação)

Todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos municípios de Embu das Artes, Taboão da Serra, Itapecerica da Serra, Embu-Guaçu, Juquitiba, São Lourenço da Serra, Cotia e Vargem Grande Paulista deram início a Campanha de Vacinação contra o vírus Influenza A e B, causador da gripe H1N1 e H3N2. As vacinas começaram a ser aplicadas na população nesta segunda-feira (23).

De acordo com a determinação da Divisão Técnica de Imunização do Estado (CVE/CCD/SES-SP), nesta primeira fase, serão vacinados os profissionais da saúde, indígenas e pessoas com 60 anos de idade ou mais. Já a partir do dia 2 de maio, começam a ser vacinas as crianças entre seis meses e menores de cinco anos de idade, gestantes e puérperas. No dia 9 de maio, serão imunizados professores, privados de liberdade e comorbidades (pessoas com doenças crônicas não transmissíveis).

A vacina estará disponível gratuitamente nas Unidades Básicas de Saúde da região. A dose da campanha é trivalente e protege contra os vírus H3N2, H1N1 e B.

A expectativa da Secretaria de Saúde do Estado é que 10,7 milhões de paulistas sejam vacinados contra o vírus Influenza, o correspondente a 90% da população-alvo definida para a ação.

Considerando todo o território paulista, a meta é vacinar mais de 4,3 milhões de idosos (pessoas com 60 anos ou mais); cerca de 2,4 milhões de pessoas com comorbidades, como asma, diabetes, imunodeprimidos e outros; aproximadamente 2,3 milhões de crianças com idade a partir de seis meses e até cinco anos; 1,2 milhão de profissionais de saúde; 423 mil gestantes e 70 mil puérperas (com até 45 dias após o parto), entre outros.

Sobre a Vacina

A vacina é produzida pelo Instituto Butantan, unidade vinculada à pasta, que disponibilizou 60 milhões de doses ao Ministério da Saúde para a realização da campanha em todo o Brasil. Neste ano, as ações serão desenvolvidas em cerca de 6,5 mil postos de vacinação em todo o Estado, com a mobilização de mais de 36 mil profissionais.

Veja também  Delluka Vieira lança novo clipe nesta segunda às 19h

Tire suas dúvidas

1. Qual a diferença entre gripe e resfriado?

A gripe é causada pelo vírus Influenza, enquanto o resfriado pelo rinovírus. As diferenças se apresentam basicamente pela agressividade dos sintomas, que são bem mais fortes no caso de gripe.

2. O que causa a gripe?

A doença é causada pelo vírus Influenza e pode atingir o sistema respiratório. O vírus influenza pode ocorrer em surtos ao longo do ano, mas é mais frequente no inverno ou em períodos mais frios.

3. Quais são os sintomas da gripe?

– Tosse seca;
– Fadiga;
– Febre alta;
– Coriza;
– Dor muscular.

No caso desses sintomas, procure um médico.

4. Como se transmite a gripe?

A transmissão acontece quando a pessoa contaminada libera secreções ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos. Também quando tocar em superfícies recém-contaminadas e levar à boca, nariz e olhos.

5. Além da vacina, como posso me prevenir?

– Mantenha os ambientes ventilados ao máximo;
– Tome cuidado para não colocar a mão na boca e no nariz sem que esteja devidamente higienizada com sabão e álcool em gel;
– Evite o contato muito próximo com pessoas doentes;
– Utilize lenço descartável para higiene do nariz;
– Cubra o nariz e a boca quando tossir ou espirrar.

6. Qual é a vacina contra gripe ofertada no SUS?

Segundo recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde), a vacina de 2018 irá prevenir a população alvo contra o vírus Influenza dos tipos A (H1N1), A (H3N2) e B, que são os tipos que circulam no país.

7. Qual é o público-alvo?

– Crianças de seis meses até menores de cinco anos;
– Gestantes, puérperas, idosos, indígenas e pessoas com comorbidades, as quais têm mais risco de ter complicações graves em decorrência da influenza;
– Profissionais da saúde, professores das escolas públicas e privadas, pessoas privadas de liberdade (dentre eles adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas) e profissionais do sistema prisional.

Veja também  Vacinação contra Febre Amarela será intensificada nos postos de saúde de Embu das Artes neste sábado (24)

8. Quais são as etapas da Campanha?

– Etapa 1: a partir do dia 23 de abril, para trabalhadores de saúde, pessoas com idade de 60 anos e indígenas;
– Etapa 2: a partir de 2 de maio, para crianças com idade maior que 6 meses e menor que 5 anos, gestantes, puérperas com até 45 dias após o parto;
– Etapa 3: a partir de 9 de maio, para pacientes diagnosticados com doenças crônicas, professores e outros;
– Dia D: dia 12 de maio, para todos os grupos do público-alvo.

9. A vacina causa gripe?

Não. A vacina é produzida com o vírus morto, ou seja, ela não provoca a doença.

10. Onde posso tomar vacina?

A vacina é aplicada nos postos de saúde municipais. Serão 6,5 mil postos de vacinação em todo o Estado, com a mobilização de mais de 36 mil profissionais.

*Com informações do Governo do Estado de SP

Crédito: Rodrigo Lopes
Com realização e apoio da Secretaria de Saúde, neste sábado, dia 19, acontece a Campanha
Todas as 16 Unidades Básicas de Saúde de Embu das Artes estarão abertas no próximo
A Secretaria de Saúde de Cotia manterá a rotina de vacinação contra a Febre Amarela nas Unidades Básicas