Cemitério clandestino de Embu teve 12 cadáveres encontrados em 5 anos
Terreno está localizado a um quilômetro mata adentro do Rodoanel. Foram encontrados indícios de que o local seria utilizado pelo Tribunal do Crime
(Foto: Policia Civil )

Os três corpos encontrados na terça-feira (4), em um cemitério clandestino no bairro Jardim Santa Barbara, em Embu das Artes, região metropolitana de São Paulo, fazem parte de uma lista de pelo menos 12 cadáveres localizados pela polícia nos últimos cinco anos no mesmo local.

Às margens do Rodoanel, o local onde foram encontrados covas e corpos, ainda não identificados, segundo investigadores de polícia, está a um quilômetro mata adentro da rodovia. Cortado por trilhas que podem ser acessadas apenas a pé, o cemitério é utilizado supostamente por membros de facções criminosas.

Nesse local, integrantes de organizações criminosas, possivelmente do PCC, o Primeiro Comando da Capital, se encontram para fazer o chamado debate, uma espécie de julgamento de pessoas envolvidas com o crime. Em 2013, seis corpos foram encontrados no cemitério clandestino. Segundo a polícia, uma pessoa foi presa por homicídio e comprovado a ligação entre o crime e o Tribunal.

Próximo a Comunidade do Fátima, o espaço é cortado por trilhas utilizadas por moradores da região. “Quem está no Fátima tem acesso ao terreno e à cidade”, disse um dos investigadores. No terreno, existe um lago utilizado por crianças para se banhar e caminhos percorridos por moradores. “Muitos passaram pelas covas e não se deram conta”, afirmou o investigador.

Os tribunais do crime não envolvem somente pessoas de Embu da Artes. Integrantes de facções criminosas costumam se comunicar entre si para saber “se aquela quebrada está limpa”. Em muitos casos, as vítimas podem ser levadas para execução mesmo sendo de cidades vizinhas.

“Há um grupo de pessoas utilizando esse local para matar”, afirmou o delegado titular do 1º DP de Embu das Artes que investiga o caso dos três corpos encontrados no cemitério na terça-feira.

Veja também  Fundo Social de Cotia recebe inscrições para o Projeto Novo Olhar

Corpos encontrados

Três novas covas que estariam prontas para receber corpos foram encontradas na terça-feira (4), em um cemitério clandestino em Embu das Artes, em São Paulo. “Isso demonstra que havia um grupo de pessoas utilizando esse espaço para matar”, afirmou Andreas Schiffman, delegado titular do 1º DP da cidade.

O cemitério clandestino foi encontrado pela equipe de investigadores da polícia na manhã da terça-feira. No local, foram encontrados três corpos em estado avançado de decomposição e peças de roupas. De acordo com o boletim de ocorrência, o crime foi registrado como homicídio simples. A polícia suspeita, porém, que o local tenha sido utilizado pelo “tribunal do crime.”

De acordo com os profissionais que estiveram no local para recolher os corpos, eles estariam nas covas há cerca de 30 dias. Segundo os investigadores, duas delas estavam mais próximas entre si e uma mais distante. No momento em que foram encontrados, um dos corpos possuía mais volume de cabelos e um elástico nas proximidades, o que poderia indicar ser um corpo de mulher.

Crédito: R7
A eleição da mesa diretora para o biênio 2019-2020 será nesta quinta-feira, dia 20, às
Após três dias intensos de festa, os cantores Jefferson Moraes e Delluka Vieira vão encerrar
A dupla sertaneja Zé Neto e Cristiano agitou o primeiro dia do Embu Country Fest,