Bombeiros encontram corpo em local de desmoronamento de prédio em SP
Perna da vítima foi localizada próximo do local onde Ricardo Pinheiro estaria
(Foto: Reprodução/ TV Globo)

Bombeiros encontraram um corpo nos escombros do edifício Wilton Paes de Almeida, que desabou após incêndio no Largo do Paissandu, no Centro de São Paulo, na tarde desta sexta-feira (4).

A perna da vítima foi localizada próximo do local onde Ricardo Pinheiro estaria. O restante do corpo segue soterrado. Ainda não se sabe, porém, quem é a pessoa.

Os bombeiros trabalham com seis vítimas desaparecidas:

Ricardo Pinheiro – morador que caiu quando era resgatado;
Selma Almeida da Silva – moradora;
Welder – de 9 anos, filho de Selma;
Wender – de 9 anos, filho de Selma;
Eva Barbosa Lima – 42 anos;
Walmir Sousa Santos – 47 anos.

Segundo o major Max Mena, que atua nas buscas, um dos cães farejadores localizou o cadáver na quinta (3). “A cadela sinalizou o local ontem. Equipes de buscas iniciou trabalho minuciosos. Hoje após 22 horas conseguimos encontrar o primeiro corpo.”

As buscas se concentraram perto de parede de igreja Luterana atingida no desabamento do prédio. Mais cedo, os bombeiros acharam roupas em meio aos escombros.

Questionado se acredita encontrar alguma das vítimas com vida, respondeu: “Se eu não acreditasse, não seria bombeiro”.

A montanha de entulho nos escombros do prédio chega a 15 metros de altura. Mais de 40 homens passaram a madrugada trabalhando nas buscas. Cinco máquinas auxiliam na retirada dos escombros, como retroescavadeiras e um trator.

Desaparecidos

Além do Ricardo, que quase foi resgatado e foi registrado caindo do prédio, Selma e seus filhos gêmeos, agora, as equipes buscam Eva Barbosa Silveira, de 42 anos, e seu marido, Walmir Souza Santos, de 47. Eles estavam no oitavo andar do prédio.

Veja também  Cratera na Avenida Constantinopla

Na quinta-feira, as irmãs Edivânia da Silveira e Vaneide buscavam informações sobre a mãe, Eva Barbosa da Silva. Eva e o marido, Walmir Souza, moravam no prédio e não foram vistos desde o desabamento.

“Eu penso que ela está aí, porque eu deixei ela aí. Ou então, se alguém tentou salvar ela, fui no hospital e não achei”, diz Evaneide.

Crédito: G1
Um acidente na manhã desta quarta-feira, dia 31, na Estrada de Itapecerica, zona sul de
Uma mulher foi vítima de assalto e sofreu tentativas de abuso sexual na noite dessa
Um carro que trafegava pela rua Babilônia, no Jd, Santa Tereza, bateu em um poste