Alimentos vencidos e estragados no restaurante popular de Embu das Artes
Os alimentos estavam com vencimento em outubro, novembro e dezembro/2018
8 de janeiro de 2019
(Foto: Divulgação)

A Vigilância Sanitária autuou na quinta-feira, dia 3, o Restaurante Popular Josué de Castro, localizado no centro de Embu das Artes e considerou o local inapto para funcionamento em razão de diversas irregularidades como falta da licença sanitária, e foram encontrados muitos alimentos vencidos, impróprios para consumo. As medidas de limpeza e regularização devem ser feitas imediatamente, conforme determina o órgão fiscalizador.

O restaurante oferece diariamente 1.200 refeições com preço popular de R$ 4,00 reais. Implantado há 6 anos, ele é administrado pela Prefeitura de Embu das Artes em parceria com a Cooperativa de Alimentos de Embu Uniart & Sabor. O cardápio é desenvolvido por uma nutricionista, mas em setembro de 2018, a fiscalização já tinha evidenciado alguns problemas de higiene.

No relatório da Vigilância Sanitária, no qual a vistoria foi realizada na quinta-feira, dia 03 de janeiro de 2018, foi concluído que, “o estabelecimento está com a licença sanitária expirada. […]Havia alimentos com data de validade expirada no estoque e câmaras frias. O restaurante já havia sido vistoriado em outras ocasiões, no qual os responsáveis foram orientados quanto às necessidades de implantação das Boas Práticas de Fabricação (BPF)”, relatou.

Os alimentos estavam com vencimento em outubro, novembro e dezembro/2018. O mais curioso foi um pacote de frango à passarinho que foi manipulado em outubro/2018 e seu consumo deveria ser em até 10 dias conforme etiqueta e ainda estava guardado. “Havia um saco com pedaços de frango à passarinho localizado na câmara fria o mesmo estava com alteração de odor (cheiro ruim)”, detalhou no relatório.

O restaurante continua com funcionamento normal, no entanto as considerações finais do relatório indicam local inapto para atender a população. “O estabelecimento no momento da inspeção está inapto para o funcionamento. Deve providenciar o Manual de Boas Práticas…”, indicando irregularidades no local.

Veja também  Carro capota em precipício de Embu das Artes

Em nova vistoria no dia 04 de janeiro também foi possível analisar as péssimas condições das caixas de gordura com restos de comida podendo atrair insetos, baratas e roedores com grandes riscos de contaminação dos alimentos servidos.

Crédito: Redação
Os vegetarianos sempre foram bem-vindos no Outback, apesar da rede de restaurantes inspirada na culinária
A Prefeitura de Embu das Artes, através da Secretaria Desenvolvimento Social, começará hoje a servir
O Raposo Shopping ganhou uma nova opção gastronômica. Inaugurado no dia 12 de maio, o